O bicho do pé

No nosso caso, ainda que como vos referi a paciente vinha já diagnosticada pelo seu médico, não pudemos evitar a surpresa quando ao raspar uma das lesões e observa- la ao microscópio vimos esta imagem: Com isto entende-se perfeitamente o nome da entidade no Brasil, “o bicho do pé”, ainda que se conheça popularmente como…

Milia neonatal e a pele do recém nascido

Obrigado a todos pelos contributos. Cada vez somos mais a comentar e a seguir o +mgf e o dermapixel! Como este caso era fácil, a Dra. Rosa faz uma resposta mais além da Milia: A Aina tinha mília neonatal (ou quistos de mílio). Nada de importante, já que aparecem em 40-50% de todos os recém-nascidos como…

As borbulhinhas da Aina

A Aina é a filha de uns amigos. Tem agora 5 semanas de vida e faz o que é suposto um bebé fazer: come (melhor dito, bebe leite materno), faz xixi, cocó e dorme. Além disso, tem uns olhos azuis para os quais não se pode deixar de olhar. Ah! E tem uns pequenas brobulhas…

Curso Curricular de Dermatologia

De 2 – 6 de Novembro decorreu o V Curso de Dermatologia para Médicos de Família. Foi organizado pela Dra. Alexandra Fernandes, Médica de Família na USF Fernão Ferro, e pelo Dr.Miguel Correia, Coordenador do Centro de Dermatologia do Hospital CUF Descobertas, tendo como formadores vários elementos do serviço de dermatologia deste hospital. Estiveram presentes cerca de 260 participantes, na…

+dermapixel #2r – Tinha corporis

And the winner is… Não prolonguemos mais a agonia, certamente que muitos de vocês passaram as últimas noites sem dormir, pensando no post anterior da pobre senhora. A verdade é que praticamente todos incluíram a resposta certa no diagnóstico diferencial, portanto a maioria acertou. Trata-se efetivamente de uma tinha corporis (anteriormente denominada “herpes circinado”, um termo que usamos…

+dermapixel #1r – médicos ou xamãs??

Efectivamente as lesões que o Dani tinha nos dedos eram simples verrugas vulgares, uma infecção cutânea produzida pelo vírus do papiloma humano. Mas como comentámos, o problema não era nomear a maleita do nosso paciente, mas sim proporcionar-lhe um tratamento satisfatório. Aqui começam as complicações já que, ainda que as verrugas víricas sejam um problema…

+dermapixel #1 – Verrugas comestíveis

Vamos começar com um caso de diagnóstico “oferecido” mas cujo tratamento tem muito que se lhe diga. Foi a primeira coisa que me veio à cabeça quando vi as mãos do Dani, de 10 anos, a típica criança irrequieta (na acepção mais eufemística do termo), que os seus pais traziam à consulta por ter os dedos…