“Doem-me as unhas”

A D. Joana é uma mulher de 56 anos de idade, mãe de 5 filhos, com 3 netos que adora e um marido com invalidez permanente por um problema neurológico.

No entanto, o motivo da sua consulta é que “as unhas lhe doem”. Bem, todos sabemos que as unhas (a lâmina ungueal, propriamente dita) não podem doer (como também não dói o cabelo), ainda que, na realidade, a D. Joana, se referia à dor que sentia à volta das várias unhas das mãos, em especial na base e nas áreas laterais das unhas.

29-1

É uma dor oscilante e pulsátil. E não se trata de um problema recente, mas sim com vários meses de duração, afectando as diversas unhas das mãos. Quando melhoram umas as outras pioram. Em nenhum momento chegaram a supurar, ainda que às vezes tem a sensação de que pouco falta.

Para além disso, nota que tem as unhas mais frágeis, com tendência para partirem-se facilmente “como se descascassem ao chegar à ponta”. E para terminar, a unha do 1º dedo da mão direita pôs-se “muito feia”, desde há muito tempo. Diz que começou a pôr-se de uma cor amarelada num bordo lateral e progressivamente se foi estendendo à base e ao resto da unha, que está “como solta” e se pôs escura na zona por onde começou o problema. O seu médico de família disse-lhe para aplica uma laca/verniz de tioconazol nessa unha e ainda que o esteja a fazer desde há uns 2 meses não nota melhoria.

29-2

Não tem as unhas dos pés afectadas e ao exame objectivo não apresenta lesões cutâneas inflamatórias noutras localizações do corpo.
Resumindo, temos uma mulher de meia idade, encarregue da família, com uma paroniquia recorrente  com vários meses de evolução, com as laminas ungueais de diversas unhas afectadas, motivo pelo qual iniciou anti-fúngico tópico sem obter melhorias. Acho que com os dados clínicos e as imagens podemos ser capazes de nos aventurar num diagnóstico sem demasiados riscos de nos enganarmos. No entanto, alguma exploração adicional poderia ser-nos útil.
Finalmente, lembrar que a paciente não ficará satisfeita com um diagnóstico brilhante da nossa parte, mas sim quererá  que lhe resolvamos o problema (sim, os nosso pacientes são assim exigentes, já sabem). Por isso gostaria de conhecer a vossa opinião sobre os possíveis tratamentos e/ou atitudes a recomendar.


 

(agradecemos a honestidade intelectual de não colocar nos comentários respostas do post original 🙂 )

Origem do +dermapixel

Post original e créditos da foto para: Rosa Taberner

Traduzido por: Diogo Oliveira
Anúncios

2 pensamentos sobre ““Doem-me as unhas”

  1. Diria que é uma paroniquia. Tendo em conta o quadro cronico e afeçao da unha do polegar de etiologia fungica. Como ja fez tratamento topico propunha antifungico oral como fluconazol.
    Adicionalmente aconselharia a evitar ter as maos humidas, e evicçao de cuidados de manicure com oremoçao das cuticulas.

    Gostar

  2. Pode ser uma unha psoriásica ou unha micótica?
    Pesquisar outra manifestações de Psoríase. iniciar aplicação tópica diária com Emtrix em qualquer das situações.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s